domingo, 10 de março de 2013

Uma escada com corrimão


Ao tratar do termo escada como corrimão Teresa Colomer trouxe questões pertinentes ao mundo literário, no qual o livro se torna a escada e o corrimão o professor  e suas estratégias  que vão fazer com que o aluno navegue no mundo da literatura e suba os degraus do prazer. Isso deve ser feito junto à escola, que deverá disponibilizar tempo, espaço e recursos para que haja momentos que propicie o despertar do aluno para a leitura literária. 
Em relação ao gosto pela literatura, sabemos que na maioria  das vezes se inicia na infância e adolescência, e também que sem uma boa mediação não vai ser possível à consolidação do mesmo. Portanto o livro deve ser primeiramente conhecido, contextualizado pelo mediador, que a cada página lida deve deixar seu leitor de primeira viajem com gostinho de quero mais. A partir dessa interação entre mediador, leitor e literatura é que se adquiri muitas vezes o gosto pelo mundo dos livros. Nesse universo, o leitor percebe que o ato de ler não está apenas relacionado ao abrir de um livro, mais na interação dele com o mundo literário. A literatura infantil ensina a ler a literatura, e conduz o leitor a tomar gosto por essa  arte, reconhecendo assim a literatura pela literatura  e não como um mecanismo pra se chegar a um determinado conhecimento.





Imagem: Livroseafins.com  adaptação Carla Glycia